16 de nov de 2012

Ficha suja Maluf continuará integrando a Assembléia Legislativa?





Maluf sempre negou ter contas no exterior e também negou ter relação com o caso. Mas foi condenado pela Justiça de Jersey. Como ficará o  deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), no Brasil? Continuará exercendo o seu mandato, mesmo sendo considerado ficha suja? 



Justiça de Jersey considera Maluf culpado por desvio de US$ 22 milhões

RODRIGO RUSSO
ENVIADO ESPECIAL A JERSEY
FLÁVIO FERREIRA
EM BRASÍLIA

A Justiça da ilha de Jersey, paraíso fiscal britânico, determinou que as duas empresas atribuídas à família Maluf devolvam US$ 22 milhões (R$ 45,8 milhões) à Prefeitura de São Paulo. Segundo a prefeitura, esse valor foi desviado pelo deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que foi prefeito de 1993 a 1996. Ainda cabe recurso da decisão.
De acordo com a sentença, o "município foi vítima de uma fraude, que teve Paulo Maluf como um de seus participantes".


O procurador-geral do Município de São Paulo, Celso Coccaro, comemorou. "É uma decisão pioneira, proferida no âmbito do direito internacional. Representou um marco contra a corrupção ao reconhecer a fraude contra a prefeitura", disse Coccaro.
Segundo o procurador, ainda será calculado o valor dos juros da condenação, e o montante a ser recuperado pela prefeitura pode subir para US$ 32 milhões. 
A assessoria de imprensa de Maluf, em nota divulgada nesta sexta-feira, afirma que o processo deixa claro que o ex-prefeito não é réu na ação e repete que ele não tem conta no paraíso fiscal. 
As audiências do caso, iniciado pela Prefeitura de São Paulo, se encerraram em julho deste ano. Desde então as empresas ligadas à família de Maluf moveram sem êxito diversos recursos para anular o processo, discutir custos judiciais, apresentar novas provas e até reformar a defesa. 
As empresas pagaram em juízo, no mês passado, cerca de R$ 450 mil à prefeitura, porque foram derrotadas em um pedido para que a causa fosse enviada ao Brasil. 
Continue lendo: 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

comentário aguardando moderação